A Autenticação de Remetente de Email Marketing é uma das coisas mais importantes que deverá fazer se quer melhorar a sua taxa de entrega.

Contudo, para indivíduos não técnicos, pode causar algumas dificuldades. Nada tema. Este artigo irá ajudar a autenticar o endereço remetente do seu email marketing.

Primeiro, vamos explicar em detalhe o que estas certificações significam e porque elas existem.

Autenticação de Remetente de Email Marketing

Antes de terem sido criados estes protocolos, apenas existia o normal SMTP (Simple Mail Transfer Protocol). Já deverá ter visto este acrónimo anteriormente. É o que necessita para configurar o envio de emails através de uma plataforma terceira do seu provedor de serviço de email. Por exemplo um Microsoft Outlook ou outro sistema.

Contudo, mesmo estando a funcionar ainda para si, pode ser facilmente mascarado por outras pessoas para enviar emails em seu nome por motivos de spam ou de phishing. Algo reconhecido como spoofing.

Para evitar o uso massivo das más práticas de email e os potenciais problemas com o mesmo, vários ESPs tentaram criar algo com protocolos standard para autenticar a sua origem. Mas, dado que muitos ESPs são de grandes conglomerados, tentam sempre impor os seus próprios protocolos sobre os restantes. É bastante complicado ter um consenso com tantas empresas privadas.

As que se tornaram mais standard e que se espalharam pela indústria são estas três: SPF, DKIM e DMARC. Também deve ter ouvido falar sobre estes outros acrónimos dado que os usámos previamente: Sender ID, DomainKeys e Certified Server Validation. Mas estes foram sendo substituídos dada a falta de adoção por parte dos líderes da indústria.

Protocolos de Autenticação de Remetente de Email

Este deve ser o mais utilizado porque existe quase que por defeito em qualquer informação de DNS. Se verificar os seus registos de DNS, quase de certeza que terá um registo SPF (Sender Policy Framework) já inserido.

O SPF permite ao recetor da mensagem verificar se o proprietário do nome de domínio permitiu ao endereço de IP em questão, de enviar emails em seu nome. Filtros de spam irão ter este registo em conta se tiver um resultado “fail” ao verificar essa informação.

Como configurar um registo SPF

Primeiro, necessita de obter a informação do registo SPF da sua plataforma de Email Marketing escolhida. Qualquer plataforma respeitável de email marketing terá uma secção para procedimentos de autenticação de remetente. Normalmente, também terão instruções de como o fazer. Contudo, existem algumas temáticas que terão que exigir um pouco mais de cuidado antes de mudar os seus registos de DNS de forma a proceder à autenticação do remetente.

Após obter a informação de SPF, necessita de introduzir o registo TXT no seu DNS.

O seu sistema de gestão do DNS poderá estar no dashboard do registrar (local onde se regista os domínios como GoDaddy, DNS.pt ou Namecheap, por ex.) do seu nome de domínio ou através do seu provedor de hosting. Qualquer que seja o seu caso em particular.

Neste caso, vamos dar-lhe um exemplo de hosting com um dashboard CPanel. Mas será similar noutras plataformas também.

Autenticação Remetente de Email Marketing

Após o seu acesso ao Editor de Zonas DNS, pode verificar os seus registos. Há grandes hipóteses de já ter um registo qualquer de SPF por defeito. Por isso, o truque é adicionar na mesma estrutura que encontrou, a informação TXT onde apenas adicionará os endereços IP e os nomes de domínio necessários.

Autenticação Remetente via SPF

Este registo talvez seja o mais complicado porque não poderá ter múltiplos registos SPF com diferentes definições de forma a funcionar corretamente. Os outros Protocolos de Autenticação de Email Remetente são mais simples dado que apenas terá que os adicionar.

Como Configurar um Registo DKIM

Esta Autenticação de Remetente de Email é um pouco diferente. Imagine um código secreto que insere nos seus registos DNS e um código idêntico é colocado na mensagem em si. Basicamente, é uma assinatura digital embebida em cada email enviado.

Para configurar propriamente, apenas necessita de efetuar o mesmo procedimento do método anterior. Verifique a informação da sua plataforma que diga respeito à autenticação de remetente DKIM e adicione-as ao registo DNS através do seu editor.

Normalmente é um registo TXT que começa com: default._domainkey.[yourdomainname].com. seguido de um longo texto variável TXT. O default pode ser diferente mediante cada provedor de plataforma. Mas mais provável, existe uma chance de ter registos CNAME também. A Amazon SES pede também este tipo de registos para ter a certeza que funcionará, por exemplo.

Como Configurar um Registo DMARC

É ainda mais fácil de programar porque se reside nas autenticações anteriores. É baseada nos registos de SPF e DKIM, mas faz posteriormente uma espécie de sistema de gestão e comando para o recetor da mensagem saber o que fazer com a mesma. É como que uma ação despoletada por uma vertente mais estrita ou relaxada por parte do recetor. Imagine que o provedor de email do seu recetor tem um alinhamento mais estrito nas suas definições. Significa que se criar registos para o nome de domínio primário e está a enviar através de sub-domínio não irá passar este filtro.

Existe um ótimo gráfico do que passa e do que falha através desta autenticação de email remetente na Wikipedia.

Porque é que a Autenticação de Email Remetente Importante?

Se trabalha com emails no seu negócio, deve já ter reparado em alguns comportamentos estranhos na sua inbox. Pessoas a queixarem-se ou a responder sobre emails que nunca enviou. Mensagens de erro ou respostas automáticas de emails que também nunca emitiu. Isso é porque nunca enviou pela sua iniciativa. Foi um bot qualquer a fazer passar-se por alguém dentro da organização através do seu nome de domínio.

Para evitar que a sua marca saia prejudicada do ponto de vista de reputação de remetente, deverá ter todos os procedimentos de autenticação em ação. Desta forma, os ESPs não irão marcar o seu nome de domínio e TODOS os emails que envia como uma fonte de spoofing.

Imagine se os emails legítimos que envia através da sua conta de email obtém avisos de bloqueio dos seus clientes a manifestar que está na “red zone”. Sim, isso acontece mais vezes do que se esperava.

O Email é uma das mais importantes ferramentas de comunicação digital mas para ser efetivo; necessita de efetuar os passos necessários. Este é apenas um desses.

Se ainda tiver questões ou necessitar se apoio, entre em contacto com a nossa equipa. Estamos sempre aqui para lhe apoiar.

Rui Nunes

About Rui Nunes

Rui Nunes is the Founder of sendXmail(s), built for Email Marketing & Automation best strategy for your return on investment.

One Comment

Leave a Reply